Ano Bíblico 2020 – 214° Dia – A Amplitude das Necessidades Diárias – Provérbios 30:8 – 9

Leitura Bíblica: Provérbios 30: 8 – 9

” […] afasta de mim a falsidade e a mentira;não me dês nem a pobreza nem a riqueza; dá-me o pão que me for necessário,para não acontecer que,estando eu farto, te negue e diga: “Quem é o Senhor?” Ou que, empobrecido, venha a furtar e profane o nome de Deus.”

O Livro de Provérbios

Por George Knight – Caminhando com Jesus no Monte das Bem Aventuranças

Jamais havia realmente discernido esse texto até o momento em que escrevi estas palavras. Já o havia lido, naturalmente, mas não havia ainda captado seu significado. Jamais o havia entendido com os olhos do coração.

É um belo texto que contradiz muito do que os membros da igreja ensinam aos filhos. De modo geral, ensinamos as pessoas a orarem por riqueza como sinal da bênção de Deus. Pedimos ao Senhor que nossos filhos e nós mesmos sejamos abençoados materialmente.

Será, porém, que temos avaliado o custo de um ensino como esse? Temos sido tão ávidos e sinceros em adverti-los contra os perigos da prosperidade? Deus quer que conservemos em mente a necessidade diária que temos dEle. Quer que conservemos em mente nossa própria mortalidade e fraqueza. Quando somos forçados diariamente a lembrar-nos de que dependemos dEle para o pão de cada dia, isso tende a manter-nos no caminho estreito e reto.

Precisamos lembrar que estamos orando pelo pão de cada dia, não pelo bolo de cada dia, ainda que o bolo possa uma vez ou outra chegar à nossa mesa. Jesus prometeu que cuidaria de nossas necessidades. Ele não está falando de luxo.

Mas o pão de cada dia significa mais que o mero alimento. Abrange toda uma esfera de coisas que tornam o pão regularmente disponível. Assim, pão custa dinheiro; dinheiro requer trabalho estável, e trabalho estável requer bom governo, bons negócios e bom emprego. Em consequência disso, observa E D. Bruner, “quando oramos pelo pão nosso de cada dia, estamos também orando por dinheiro, emprego, negócio, trabalho, boas colheitas, bom tempo, boas estradas, justiça e por tudo no âmbito econômico, político e social”.

Pai querido, quero hoje Te agradecer pelas múltiplas bênçãos que tornam real o pão de cada dia. Quero Te agradecer porque és não só o Criador, mas também o Mantenedor. Senhor, cada vez que vemos o Pai, vemos a Ti.

Leitura Complementar

Capítulo 5 — A Oração do Senhor

Você pode ver o Ano Bíblico 2020 completo aqui

Tags , , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *