Ano Bíblico 2020 – 3º Dia – Lucas 18: 11 – 12 Orgulho de Minha Bondade

Por George Knight – Caminhando com Jesus no Monte das Bem- Aventuranças

“O fariseu ficou em pé e orava de si para si mesmo, desta forma: “Ó Deus, graças te dou porque não sou como os demais homens, roubadores, injustos e adúlteros, nem ainda como este publicano. 12Jejuo duas vezes por semana e dou o dízimo de tudo o que ganho.”  Lucas 18:11 e 12

Bem, agora você deve estar pensando: Não sou tão tolo como algumas pessoas pensam. Sei que é errado desejar poder e bens terrenos. Desisti desse modo de vida. Minha vida está focalizada nas coisas espirituais. Não sou como essas outras pessoas lá fora. Tenho tudo sob controle.

Espere! Não vá adiante! Acho que você se esqueceu de um ponto. Não tenho certeza se você já caiu num penhasco espiritual. Mas se isso não aconteceu, você está correndo o mesmo risco.

Afinal, o homem do nosso texto bíblico de hoje era um “bom” homem. Ele também desistiu do modo de vida do mundo e centralizou sua vida e pensamentos nas coisas espirituais.

Mas ele não se aprofundou o suficiente. Colocou em ordem seus atos superficiais, mas não havia se tornado “pobre de espírito”. Na verdade, ele ainda tinha orgulho interior. Simplesmente havia transferido seu orgulho das coisas terrenas para as assim chamadas coisas espirituais. Como resultado, ainda tinha a mesma doença. Mas agora ele a tinha de uma forma mais sutil – estava orgulhoso de sua bondade.

Não há nada mais perigoso para o verdadeiro cristianismo do que o orgulho espiritual. Como Ellen White apresenta: “Nada é tão ofensivo a Deus nem tão perigoso para o ser humano como o orgulho e a presunção. De todos os pecados é o que menos esperança incute, e o mais irremediável.” – Parábolas de Jesus, pág. 154. Isto é verdade porque “o orgulho não sente necessidade alguma, e assim fecha o coração a Cristo e às infinitas bênçãos que veio dar”. – Caminho a Cristo, pág. 30.

O publicano é o verdadeiro herói em Lucas 18, porque ele sabia que era indigno e precisava de ajuda. “O Deus, tem misericórdia de mim, pecador!” (verso 13, ARC), foi sua oração. Porque era humilde de espírito, Deus pôde perdoá-lo.

Senhor, ajuda-me neste dia a perceber a extensão de minha necessidade de Ti. Ajuda-me a estar disposto a ser humilde de espírito.

Leitura Complementar

As Bem- Aventuranças – Capítulo 2 – por Ellen White – CPB pág. 11 – 12

Você pode ver o Ano Bíblico 2020 completo aqui

Tags , , , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *